Pular para o conteúdo principal

Recomendo: Beach House

Olá leitores, afinal, a quanto tempo eu não faço post Recomendo?! Nem eu mesma me lembro, mas enfim, cá esta ele lindo e maravilhoso de volta, com uma dica maravilhosa para vocês, que curte um estilo de música meio psicodélico, meio pop, as vezes calminho, pois é, vou falar pra vocês um pouquinho dessa banda que eu adoro chamada Beach House.

 

Sim, por incrível que possa parecer para alguma pessoas, eu também gosto de bandas do estilo de Beach House, e como já disse várias vezes, embora eu ame rock, não me prende a apenas um estilo de rock, de música, me dou a liberdade de gostar do que eu quiser. Mas enfim, quem curte Florence + the machine, MGMT e banda do gênero, também vai adorar essa dica.


Para quem não conhece, Beach House é um duo americano de dream pop e indie pop formado em 2004 em Baltimore, Maryland, pela francesa Victoria Legrand, super estilosa e que a propósito tem uma voz super linda, diferente, meio andrógina, e o americano nascido em Baltimore, Alex Scally, que toca lindamente. Seu auto-intitulado álbum de estréia, Beach House, de 2006, ficou na 16º colocações na listas dos melhores álbuns do site Pitchfork.


O estilo da banda é freqüentemente identificado como dream pop somado a notável influência do estilo shoegaze. Apresenta músicas de ritmo lento e letras atmosféricas, caracterizado pela guitarra droning de Alex Scally, e o vocal de Victoria Legrand, muitas vezes comparados com a voz de Nico, do Velvet Undeground.
As influências declaradas do grupo incluem The Zombies, Brian Wilson, Neil Young, Big Star e Chris Bell, enquanto Beach House é, em si citado como uma banda favorita por artistas notáveis como o MGMT, Ed Droste do Grizzly bear, e Julian Casablancas do The Strokes.

 A primeira música da banda que conheci foi Walk in the Park, da qual eu vi o clipe também, isso já tem uns 2 anos, e foi aí que comecei a gostar muito da banda e comecei a ouvir muito mais e comecei a ouvir mais o gênero, pra quando eu quiser fugir um pouco dos meus rock n' roll. E em homenagem a isso, confiram o clipe bem legal e diferente da banda, meio que fala um pouco de bullyng esse clipe, seila, eu gosto, vale a pena assistir:


A banda já gravou 4 álbuns de estúdio, e são eles:
  • Beach House (Carpark Records, 3 de Outubro de 2006)
  • Devotion (Carpark Records, 26 de Fevereiro de 2008)
  • Teen Dream (Sub Pop Records, 26 de Janeiro de 2010)
  • Bloom (Sub Pop Records, 14 de Maio de 2012)
E agora para matar a curiosidade de quem até agora curtiu a banda, vamos a playlist super boa de ouvir que eu fiz da banda:


Para mais informações, esse aqui é o site oficial da banda, espero mesmo que vocês curtam a dica, pois eu super recomendo mesmo essa banda que conheci por acaso, e achei que merecia um post aqui no blog, bom, até a próxima.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

3 DIY em 1: Estampas de T-shirts

Olá meus queridos e amados <3
Sem maiores esclarecimentos sobre o sumiço, cá estou eu com mais um post lindo, caprichado e feito com muito amor e carinho especialmente para vocês, finalmente!
E o post de hoje na verdade, é mais pra divulgar o vídeo novo do canal, pra quem ainda não é inscrito, e aproveita e corre lá e se inscreve também se você ainda não for inscrito, pra conferir as novidades do canal.
E no vídeo/post de hoje eu trago 3 DIY em 1 para vocês, que eu sei que a grande maioria adora ver post e vídeo de DIY, assim como eu também adoro ver e fazer coisinha novas e diferente, e nesse vídeo ensino vocês a fazer 3 modelos de estampas que a propósito estão super em alta:


Confira o DIY na íntegra:



No primeiro DIY, usei itens básicos como, uma t-shirt preta básica, um pedaço de tecido florido, desenho de âncora (ou qualquer outro de sua preferência), tesoura, cola para tecido ou linha e agulha. Resultado:


 Pra quem quiser o desenho da âncora para imprimir ou desenhar também:

(

Especial: Piercings

Olá, eu sou uma grande apreciadora da arte e modificações no corpo, inclusive sou adepta (por enquanto) apenas do alargador, e do piercing na orelha o Helix, mas futuramente pretendo colocar piercing e fazer algumas tattos, mas enfim, hoje vou falar um pouco para vocês sobre um de meus desejos e assunto favoritos, os piercings. Muitos não sabiam, mas essa tradição surgiu em povos antigos como os maios e os faraós, que , na época, grande parte dessas tradições eram feitas para marcar castas sociais, hoje em dia é quase a mesma coisa, mas para diferenciar grupos de jovens que são as chamadas "tribos urbanas". Os esquimós também usavam, o piercing do lábio e na língua significavam o momento da transição para o mundo adulto se também, que a criança tinha se tornado caçador, já na Índia,  é muito comum, sobretudo as mulheres, furarem o nariz, o septo nasal e as orelhas. Se você também esta afim de aderir o seu, se liga só nas dicas:



DIY: Burn Book - Livro do Arraso (Meninas Malvadas)

Olá pessoal, como estão?!
Cá estou eu com mais um vídeo de DIY para vocês, e dessa vez decidi fazer um item inspirado em um filme que adoro, e tenho certeza que vocês também, que é o Burn Book, ou Livro do Arraso, do filme Meninas Malvadas, praticamente um clássico filme de menininha que todo mundo adora.
Eu confesso que vi esse tutorial na internet, não fui eu que tive a ideia inicial, mas adaptei do meu jeito e decidi compartilhar com vocês essa ideia também.






Pra quem não sabe, ou ainda não assistiu o filme (assista por favor!) o Burn Book, ou Livro do Arraso, é um livro rosa que as quatro amigas, protagonistas do filme, usam para fazer bullyng com as pessoas da escola onde estudam, escrevendo verdades ou não sobre os colegas e isso inclui até mesmo o diretor e outros funcionário do colégio também.
Mas sem mais enrolação, vamos ao tutorial: 





E para fazer o seu Burn Book, este é o molde impresso que vocês podem usar, assim como usei:

Resultado:




Bom pessoal é isso, como puderam ver é …