Pular para o conteúdo principal

Filmes de Terror baseados em Fatos Reais

Hey leitores, quem frequenta o blog, sabe que sou apaixonada por filmes, principalmente por filmes de terror, então, pensando nisso, e naqueles que são como eu, decidi fazer um post falando um pouco de alguns filmes de terror baseados em fatos reais, aqueles que a história narrada aconteceu realmente, ou parte dela, eu adoro, fica mais interessante voce ver o filme e pensar que aquilo aconteceu realmente, ou pelo menos, algo semelhante, porque, muitas veezes é só estratégia de marketing dizer que é baseado em fatos reais, quando na verdade não é, mas enfim, pegue a pipoca e aproveite as dicas!



O Exorcista 


No Filme: Uma menina de 12 anos (Linda Blair) começa a apresentar um quadro mental instável, junto de fenômenos como sua cama sacudindo. Após sua mãe a levar em vários especialistas e nenhum apresentar conclusões satisfatórias, a hipótese de que ela está possuída por uma entidade maligna é levada em consideração e dois padres são chamados para realizarem um exorcismo, com o custo de suas próprias vidas.

Na Real: William Peter Blatty leu um artigo reportando um caso de exorcismo em um menino de 13 anos de idade, em Maryland no ano de 1949. Apesar de ser uma história bastante adulterada, possívelmente para proteger a família envolvida, foi a inspiração para que Blatty escrevesse o best-seller que resultou em um dos filmes de horror mais bem sucedidos. O caso, supostamente real, que inspirou “O Exorcista” não possui nem de perto os detalhes escatológicos e violentos que são descritos no livro e filme.
 
O Exorcismo de Emily Rose 


No Filme: O filme acompanha o julgamento de um padre pela morte de uma menina chamada Emily Rose, durante um exorcismo. Através de flashbacks, é possível assistir a história de Emily e as manifestações sobrenaturais que se abateram sobre ela. 

Na Real: Inspirado pelo caso da jovem alemã Anneliese Michel que, em 1968, começou a demonstrar sintomas estranhos como paralisia, auto-flagelação e visões; O filme altera nomes e alguns aspectos da história. Em 1975, dois padres performam um exorcismo por 10 meses seguidos até o instante que Anneliese morreu de inanição. Os pais da menina e os padres foram julgados por homicídio culposo.

Contatos de 4° Grau


No Filme: Em um a pequena cidade do Alaska, misteriosos desaparecimentos começam a ocorrer e a psicóloga Abigail Emily Tyler decide continuar sua pesquisa com pacientes que sofreram de insônia e amnesia após avistarem uma “coruja branca”. Abigail acaba avistando a misteriosa figura e se envolve em um caso de abduções alienígenas.

Na Real: Em 2005, o FBI enviou detetives para investigar casos em aberto sobre desaparecimentos e mortes em Nome, no Alaska. A conclusão da investigação era que “o excessivo consumo de alcool e o forte inverno na região” eram os motivos para que estes desaparecimentos acontecessem.
O filme fala sobre Abigail como sendo uma pessoa real mas não existe qualquer indício ou registro que comprove a existência de uma psicóloga com o mesmo nome nesta região do Alaska e nem mesmo o periódico científico onde o filme afirma que Abigail divulgava suas descobertas quanto ao caso.

O Massacre da Serra Elétrica


No Filme: Um grupo de jovens viajando por uma zona rural acaba caindo no território de uma família de canibais, incluindo Leatherface, vestindo uma máscara feita de pele humana.

Na Real: O remake de 2003 ajudou a perpretar a idéia, através de sua campanha de marketing, que “O Massacre da Serra Elétrica” era baseado em fatos reais, levando diversas pessoas a acreditarem que a história do filme realmente havia acontecido. Entretanto, a inspiração inicial de Tobe Hooper nasceu apartir de uma visita à uma loja que vendia serras-elétricas, fantasiando a idéia de sair com uma matando pessoas por aí. Parte da idéia para a criação de Leatherface e da “decoração” da casa da família Sawyer surgiu do psicopata Ed Gein, que assassinou duas mulheres na década de 50 e fazia ornamentos caseiros utilizando ossos e pele humana. Gein inspirou outros dois personagens famosos do cinema, Norman Bates de “Psicose” e o Buffalo Bill, o serial killer de “O Silêncio dos Inocentes”.


Henry - O Retrato de um Assassino

No Filme: Henry (Michael Rooker) é um serial killer que matou diversas pessoas ao longo de sua vida. Vivendo junto de seu amigo e parceiro de crime, Ottis, ele acaba desenvolvendo um interesse amoroso na irmã do mesmo, enquanto continua praticando atos de crueldade e violência em uma das produções mais realistas e impactante sobre o tema.

Na Real: John Mcnaughton, o diretor e roteirista do longa, se inspirou na vida de Henry Lee Lucas que possuia um cúmplice chamado Ottis Toole e um interesse romântico na sobrinha Frieda Powell. Entretanto, o roteiro foca mais nas confissões de Lucas do que na realidade, já que o assassino aumentou severamente os números de pessoas que matou, em parte porque estas confissões lhe renderiam condições melhores na cadeia. O serial Killer foi condenado por 11 mortes, incluindo a de Powell.

Horror em Amityville


No Filme: A família Lutz se muda para uma casa onde um assassinato em massa ocorreu no ano anterior. Eles se deparam com diversos acontecimentos paranormais, entidades que tentam controlar George Lutz e acabam saindo da casa apenas 28 dias após comprarem.

Na Real: O casal Lutz contratou um escritor profissional para contarem o que viveram durante os dias que estiveram morando em Amityville, o que acabou gerando um best-seller e um dos filmes de horror mais famosos inspirado em um caso não-ficcional. Apesar de muito já ter sido especulado sobre a história e o fato de que a família Defeo realmente fora assassinada na casa, o próprio casal admitiu “por tabela” que a história tinha elementos adicionados para se tornar mais interessante ao leitor e, consequentemente, ao público que assistisse o filme. Mesmo com muitos pontos de interrogação nesta história, o caso Amityville continua despertando interesse e o filme ganhou diversas continuações e um remake, em 2005.

E é claro, existem muitos outros filmes, que também especulamos se são realmente, como dizem, baseado em fatos reais, e alguns deles são: Halloween, A Bruxa de Blair, Poltergeist, Psicose, Evocando Espiritos, Atividade Paranormal (com certeza não), entre muitos outros, confira mais alguns aqui. Bom, é isso aí galera, espero que tenham curtido as dicas e não esqueça de comentar! (;

Comentários

Postar um comentário

Obrigado por comentar, volte sempre!

Por favor, comente algo SOBRE o post
Seja sincero(a) ao comentar, pois prefiro sofrer com a verdade ao ser iludida pela mentira.

Postagens mais visitadas deste blog

3 DIY em 1: Estampas de T-shirts

Olá meus queridos e amados <3
Sem maiores esclarecimentos sobre o sumiço, cá estou eu com mais um post lindo, caprichado e feito com muito amor e carinho especialmente para vocês, finalmente!
E o post de hoje na verdade, é mais pra divulgar o vídeo novo do canal, pra quem ainda não é inscrito, e aproveita e corre lá e se inscreve também se você ainda não for inscrito, pra conferir as novidades do canal.
E no vídeo/post de hoje eu trago 3 DIY em 1 para vocês, que eu sei que a grande maioria adora ver post e vídeo de DIY, assim como eu também adoro ver e fazer coisinha novas e diferente, e nesse vídeo ensino vocês a fazer 3 modelos de estampas que a propósito estão super em alta:


Confira o DIY na íntegra:



No primeiro DIY, usei itens básicos como, uma t-shirt preta básica, um pedaço de tecido florido, desenho de âncora (ou qualquer outro de sua preferência), tesoura, cola para tecido ou linha e agulha. Resultado:


 Pra quem quiser o desenho da âncora para imprimir ou desenhar também:

(

Especial: Piercings

Olá, eu sou uma grande apreciadora da arte e modificações no corpo, inclusive sou adepta (por enquanto) apenas do alargador, e do piercing na orelha o Helix, mas futuramente pretendo colocar piercing e fazer algumas tattos, mas enfim, hoje vou falar um pouco para vocês sobre um de meus desejos e assunto favoritos, os piercings. Muitos não sabiam, mas essa tradição surgiu em povos antigos como os maios e os faraós, que , na época, grande parte dessas tradições eram feitas para marcar castas sociais, hoje em dia é quase a mesma coisa, mas para diferenciar grupos de jovens que são as chamadas "tribos urbanas". Os esquimós também usavam, o piercing do lábio e na língua significavam o momento da transição para o mundo adulto se também, que a criança tinha se tornado caçador, já na Índia,  é muito comum, sobretudo as mulheres, furarem o nariz, o septo nasal e as orelhas. Se você também esta afim de aderir o seu, se liga só nas dicas:



Inspiração + Looks: Colete Jeans

Hey leitores, como estão?! Eu sei que estou sumida, é que ando um pouco sem motivação e 'disposição' pra postar aqui, e bem preguiçosa também pra ser sincera, coisa que me deixa bem triste pois eu adoro estar sempre atualizando o blog com novidades e muita coisa boa pra vocês, mas enfim, isso não vem ao caso, esse post eu já queria fazer a algum tempo, porém, só resolvi postar agora mesmo, pois já faz um tempinho que não posto nada sobre moda e looks por aqui mesmo, então, a nossa peça alvo de hoje será os coletes jeans, que eu adoro e uso muito!


E agora que estamos na primavera, é uma peça chave pra deixar qualquer look casual e descontraído, cai bem com quase tudo, é claro, sabendo usar e combinar as peças, eu confesso que uso e abuso de colete jeans, sério, fica bem com qualquer peça que eu use, seja um simples jeans com uma blusinha de banda, ou vestido, saia, shorts, enfim, uma peça que dispensa muitos comentários pela sua versatilidade da hora de combinar e que também nu…